De muito mais

Eu demorei pra entender
Que a música é feita de silêncio
Que a luz tem focos de sombra
Que a verdade também conta mentira
Que o vazio é parte da construção

Eu demorei pra entender
Que o bem faz parte do mal
Que a angústia complementa a rebeldia
Que a ilusão é um pedaço da liberdade
E que a fúria também se chama calmaria

Eu demorei pra entender,
(Mas entendi)
Que a guerra era em busca de paz
Que o veneno era parte da cura
Que a dor era a mãe da ternura
Que o nosso melhor foi a nossa loucura

Por dias melhores
De conflitos que se encontram,
Que se revelam
Que giram
Em caminhos que se afetam
E se criam
De pessoas que se acalmam e espiam
Um mundo inteiro de mais
De muito mais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s