Longe da Minha Rua

havia um dia de energia longa
rodava o tempo numa esfera plana
linda lembrança de porcelana
e eu resolvi te falar olá

eram uns dias cheios de leveza
memórias em caixinhas de beleza
a alegria espantava a tristeza
e eu quis contigo me juntar

eu me sentia no infinito dela
em rotações de uma estrela amarela
sabia que era uma nova era
mas… que uma dia tudo ia mudar

ela vivia longe da minha rua
ela vivia perto lá da praia
onde os dormiam todos os meus sonhos
e eu não quis acreditar
já eu vivia na cidade grande
guerra e barulho de alto-falante
pensamentos num poção estanque
e eu precisava te encontrar

e fomos juntos para uma aventura
o mundo gira e a terra para nunca
mas onde a espera vira espelunca
é onde eu deixei-me aprisionar

e hoje eu vejo o espaço diferente
a tua ausência é bem assim presente
já faz um tempo, mas ainda é recente
e eu vou com as lembranças te visitar

eu queria estar numa outra galáxia
onde o nada é tudo e o tudo é nada
juntando estrelas com o seu sorriso
lembrando o quanto eu fui feliz contigo
e eu ainda gosto de lembrar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s