Os cracks

Funciona assim, acho que é isso: de repente surge na gente um estado de afeto misterioso numa perspectiva inconsciente. Você começa a sentir alguma coisa, mas não sabe exatamente o que. A não ser quando ocorrem os cracks. Aqui e ali, de acordo com as circunstâncias – uma conversa casual, um dia chuvoso, visões de fatos exteriores… E voilà. Os cracks aparecem.

E pelos cracks na terra você vê o afeto dominante que reina por debaixo. Então, muito provavelmente, os cracks vão abrindo-se mais e mais. E o que era lava vira rocha.

Há chance de mudar o rumo do afeto dominante? Há formas de evitar a tempestade que se avizinha? Seriam os cracks formas de intuição a indicar ventos que nos carregam para um lado mais tenebroso do ser?

Perguntas da noite não se respondem de dia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s