Baú

Ela deveria saber que é impossível remexer o baú e ficar imune. Leu as cartas perdidas de anos atrás e deixou a melancolia ocupar seu espaço: pedidos de amor e de carinho não correspondidos em um incômodo e profundo sentimento de saber que fez mal para alguém de quem gostou.

O dia ficou chato.

Às vezes, ela pensou, a função do baú não é ser um lugar para a descoberta, mas sim para o esquecimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s